ATUALIZA 1-Chefe da Tel Italia tenta acordo de última-hora com acionistas sobre investimento

MILÃO, 19 Set (Reuters) - O presidente do Conselho de Administração da Telecom Italia, Franco Bernabè, e os principais acionistas da empresa realizam conversas de emergência nesta quinta-feira, segundo fontes próximas à situação, numa tentativa de última hora de resolver diferenças sobre como reestruturar o endividado grupo de telecomunicações.

Barnabè, na liderança da Telecom Italia desde 2008, quer que investidores se comprometam com um plano de investimentos orçado entre 3 bilhões e 5 bilhões de euros, destinado a reverter anos de crescimento fraco e afastar um rebaixamento de rating de crédito, disseram fontes.

Mas investidores importantes não querem colocar mais dinheiro no investimento que resultou em perdas, com alguns explorando a opção de vender suas ações para o investidor Telefónica antes da reunião do Conselho de 3 de outubro, disseram as fontes.

"Bernabè apresentará suas opções para os acionistas nesta reunião informal porque ele sabe que não pode chegar no Conselho em 3 de outubro com uma lista de propostas que não são apoiadas pelos investidores. Isso o deixaria em uma situação muito difícil", disse uma das fontes à Reuters.

A Telecom Italia não fez nenhum comentário sobre as negociações, que estavam acontecendo na sede da empresa em Milão.

O jornal espanhol El Economista informou que Bernabè poderia pedir demissão se um plano de captação de recursos necessário para financiar investimentos não for aprovado. Mas os investidores principais da empresa parecem preferir alienações, disseram fontes à Reuters.

Alguns acionistas manifestaram particular desapontamento sobre os planos estratégicos da Telecom Italia, que lida com a recessão em casa e desaceleração do crescimento no Brasil.

"Os acionistas são contra um novo aumento de capital, eles querem que Bernabè apresente um novo plano de negócios que garante a viabilidade da empresa. Se Bernabè precisa de dinheiro, ele tem que ceder", disse uma fonte familiarizada com a situação.

A principal fonte de crescimento da Telecom Italia é o seu braço brasileiro de telefonia móvel TIM Participações, que tem um valor de mercado de cerca de 11 bilhões de dólares e a qual Bernabè só venderia por um valor muito alto.

(Por Paola Arosio)

See all articles from Reuters
Loading...

Friend's Activity