OGX deixa Ibovespa, mas continua a ser negociada em bolsa

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO, 30 Out (Reuters) - As ações da OGX, petroleira do empresário Eike Batista, deixarão de integrar os índices da BM&FBovespa a partir de sexta-feira, após o pedido de recuperação judicial da companhia, mas continuarão a ser negociadas na Bovespa.

As negociações serão suspensas até 11h do pregão de quinta-feira e serão liberadas normalmente após este horário, informou a BM&FBovespa em comunicado nesta quarta-feira.

"Os procedimentos de liquidação e de administração de risco de operações à vista e com liquidação futura envolvendo OGXP3, inclusive BTC, permanecem inalterados", afirmou a instituição.

Ao final do pregão de quinta-feira, a BM&FBovespa vai realizar o procedimento especial de negociação (call de fechamento) para determinação do preço de retirada da OGX dos índices de ações, entre eles o Ibovespa, deixando de integrá-los a partir de sexta-feira, 1º de novembro.

Na sequência, as carteiras teóricas serão rebalanceadas, com a exclusão da OGX, de acordo com os termos de suas metodologias. Além do Ibovespa, as ações também integram outros nove índices, como IBrX, IBrX-50 e Índice Small Cap.

O pedido de recuperação da OGX, feito na 4a Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o maior da história de uma empresa latino-americana, segundo dados da Thomson Reuters, foi apresentado pela empresa nesta quarta-feira.

A medida tornou-se a única alternativa para a companhia depois que fracassaram as negociações com detentores de 3,6 bilhões de dólares em bônus no exterior para uma reestruturação da dívida.

(Por Priscila Jordão e Juliana Schincariol)

See all articles from Reuters
Loading...

Friend's Activity