Lenovo lidera no setor de PCs, vendas da indústria caem no trimestre

10 Out (Reuters) - A Lenovo manteve sua posição de maior fabricante mundial de computadores pessoais no último trimestre, mesmo com uma queda drástica em seu principal mercado, o chinês, segundo números divulgados na quarta-feira pela empresa de pesquisa em tecnologia Gartner.

No geral, os números mais recentes apontaram uma queda de 8,6 por cento nas vendas de PCs no terceiro trimestre, confirmando uma tendência global a favor de tablets que tem beneficiado a Apple e o Google, mas que tem afetado as companhias que são referências em PCs, como a Microsoft e a Intel.

As remessas de PCs totalizaram 80,3 milhões de dólares no último trimestre, o menor nível desde 2008, de acordo com a Gartner, apesar da temporada de "volta às aulas", quando as vendas tradicionalmente têm um pico.

A região da Europa, Oriente Médio e África foi a mais afetada, com uma queda de 13,7 por cento nas vendas de PCs, seguida pela região da Ásia-Pacífico, com 11,2 por cento de recuo. O mercado dos Estados Unidos cresceu 3,5 por cento, impulsionado por baixos estoques sendo preenchidos e a popularidade dos modelos com chips mais novos da Intel, segundo a Gartner.

"A transição dos consumidores de PCs para os tablets para consumo diário de conteúdo continuou a reduzir a base instalada de PCs tanto nos mercados emergentes quanto nos maduros", disse Mikako Kitagawa, principal analista da Gartner. "Uma maior disponibilidade de tablets Android, mais baratos, atraíram novos consumidores nos mercados emergentes, e serviram como dispositivos suplementares em mercados maduros."

Fortes vendas nos Estados Unidos e na Europa contrabalancearam o declínio na Ásia e ajudaram a fabricante chinesa de PCs Lenovo a se manter no topo da indústria. As vendas da Lenovo cresceram 2,8 por cento sobre o ano passado, dando à empresa uma fatia de 17,6 por cento do mercado global.

(Por Bill Rigby)

See all articles from Reuters
Loading...

Friend's Activity