Itália anunciará plano de privatização até fim do ano--ministro

MILÃO, 27 Out (Reuters) - A Itália planeja lançar até o final do ano os detalhes de um plano de privatização para reduzir dívidas e que provavelmente incluirá participações em empresas estatais, afirmou o ministro da Economia, Fabrizio Saccomanni, em entrevista à televisão italiana.

Questionado se Roma estava planejando vender a lucrativa participação de 4,3 por cento na empresa de petróleo e gás Eni, que pertence ao Tesouro, Saccomanni respondeu: "Nós já dissemos, e primeiro-ministro italiano Enrico Letta também disse, que pretendemos anunciar até o final do ano um plano de privatização que incluirá os ativos imobiliários e também participações em empresas, que ainda são numerosos, apesar privatizações passadas".

Saccomanni acrescentou: "Estamos considerando todas as opções. Eu não quero acrescentar mais detalhes".

A Reuters informou na sexta-feira que o governo estava planejando começar a vender ativos estatais até o final de 2013, com a venda de 4 por cento da Eni que vale 2,8 bilhões de euros.

O governo está trabalhando em uma lista de participações que poderia dispor, sem perder o controle direto ou indireto sobre as empresas envolvidas, disseram fontes com conhecimento direto sobre o assunto.

Questionado sobre se o Estado poderia considerar a venda da televisão estatal RAI, Saccomanni disse : "RAI é uma das empresas em que o Estado investe. Nós estamos olhando todas as opções. Nosso objetivo é ajudar reduzir a dívida da Itália".

A Itália está procurando uma maneira rápida de começar a reduzir a sua dívida pública, que cresceu para cerca de 133 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

See all articles from Reuters
Loading...

Friend's Activity