Ações na Europa atingem pico em 5 anos após Summers sair de corrida pelo Fed

Por Alistair Smout

LONDRES, 16 Set (Reuters) - As ações europeias atingiram máxima em cinco anos nesta segunda-feira após notícias de que Lawrence Summers deixou a corrida para a liderança do Federal Reserve, banco central norte-americano, enquanto um acordo internacional sobre a Síria também impulsionou o apetite por risco.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,65 por cento, a 1.258 pontos, máxima de cinco anos, enquanto o índice alemão DAX subiu 1,2 por cento, para ter um fechamento recorde de 8.613 pontos.

Durante a sessão, o índice europeu chegou a 1.262 pontos, nível mais alto desde meados de 2008, e o DAX atingiu a máxima histórica de 8.626 pontos.

Investidores assumiram a perspectiva de que a decisão de Summers significaria uma postura mais gradual para apertar a política do Fed, uma vez que ele era visto como menos favorável ao programa de estímulos monetários do banco do que a outra principal candidata, Janet Yellen.

No entanto, as notícias sobre Summers são vistas como tendo pouca relevância na reunião do Fed desta semana, na qual o banco deve começar a reduzir suas compras de títulos.

A demanda por ações também foi impulsionada por um acordo internacional para destruir as armas químicas da Síria, o que adiou um ataque norte-americano contra o país e aliviou as preocupações de um conflito no Oriente Médio, região produtora de petróleo.

"O mercado foi direcionado por duas razões. Há um rali de alívio devido as notícias da Síria, mas também Yellen é vista como flexível e a favor do programa de estímulos... Consequentemente, isso é bom para o mercado de ações", afirmou o estrategista de ações globais da Coutts James Butterfill.

Em LONDRES, o índice Financial Times subiu 0,59 por cento, a 6.622 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,22 por cento, para 8.613 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve alta de 0,92 por cento, a 4.152 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib ganhou 1,05 por cento, para 17.731 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 fechou em alta de 0,65 por cento, a 8.999 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 caiu 0,69 por cento, para 6.018 pontos.

See all articles from Reuters
Loading...

Friend's Activity